Curriculum

Susana Quaresma


Licenciada em Arquitectura pela FAUTL, termina em 2013 o Mestrado em Teatro e Música pela ESTC, onde realizou trabalhos no âmbito da pesquisa vocal e música tradicional portuguesa com Sara Belo, Maria Repas Gonçalves, José Pedro Caiado e Consiglia LaTorre. Termina em 2013 o curso de canto na Escola de Música do Conservatório Nacional nas classes das professoras Rute Dutra e Ana Paula Russo e Música Antiga com Maria Repas Gonçalves, Helena Afonso, André Barroso, Maria Cristina Kiehr e Jill Feldmann. Estuda atualmente com Lúcia Lemos.

Em 2010 inicia o seu trabalho como professora de canto na Escola de Música Academia do Som, e como professora de música no âmbito das Actividades de Enriquecimento Curricular ao 1º ciclo no Município da Amadora integrando o Movimento Português de Intervenção Artística e Educação pela Arte orientado por Helena Ferraz e Domingos Morais. Participa no workshop Opus Tutti de música com crianças e adultos orientado por Helena Rodrigues e Paulo Maria Rodrigues, em 2010. Em 2012 inicia-se como professora de música na 1ª infância (crianças de idades compreendidas entre os 4 meses e os 5 anos) no grupo Bebearte – Música e Dança para bebés.
No âmbito da pedagogia vocal realizou em 2011 o workshop de exercícios de voz através da Voz e Nós orientado pela Dra. Sílvia Pinho. Tem realizado masterclasses no âmbito do canto lírico com Susan Waters, João Paulo Santos e Vitali Rozynko.
Em Fevereiro de 2013 realizou em Bolonha um workshop de teatro vocal e coreográfico orientado por Enrique Pardo professor e mentor do Pantheatre e discípulo de Roy Hart importante pesquisador na área da interpretação vocal, com quem organizou uma parceria Roy Hart Portugal em Setembro do mesmo ano.
Em Outubro, também de 2013, realiza um workshop de Dança na Escola com Maurizio Padovan no CCB.
Actualmente desenvolve uma performance de teatro-ópera “A triste vida de Josefine” de introdução do repertório operático em escolas do 1º ciclo, tendo sido apresentada à comunidade da Amadora em Outubro de 2013 nos Recreios da Amadora.
Como solista:
Em 2012 esteve em cena no Conservatório Nacional com a ópera “Broken Heels”, um projecto integrado no Atelier de Ópera da mesma escola.
Desempenhou os papéis de Pastor e Esquilo na Ópera de Ravel “L’Enfant et les Sortiléges” de Abril a Junho deste ano, no Teatro Nacional de S. Carlos e em digressão por outros teatros do país, também no âmbito da EMCN..
Em 2009 funda o Ensemble Barroco Les Secrets des Roys do qual é intérprete e criadora cénica e com o qual se tem apresentado em concertos encenados no Palácio de Queluz, Igreja de S. Roque, Panóptico do H. Miguel Bombarda e Convento da Madredeus, cuja apresentação foi transmitida em Directo para a Antena 2.
Em 2008 funda o Ensemble de Música Medieval e Barroca Academia dos Singulares, e integra a formação masculina D’Homini Plus de cariz Renascentista. Com ambas as formações interpreta, tanto a solo como em polifonia, obras de Handel, Purcell, Diogo Dias Melgaz, Desprez, Narvaez, Caccini, Manuel Correira do Campo, John Dowland, William Byrd, Thomas Tallis, Francisco António de Almeida, Libre Vermell de Monserrat, Cancioneiro de Elvas, Cantigas de Amigo de D. Diniz.
Com a Academia dos Singulares apresentou em 2008 um programa de repertório Renascentista no Teatro S. Luiz, Convento dos Capuchos e na Igreja Matriz de Loures.
Integrou ainda 2007 um projecto em conjunto com os alunos finalistas do curso de Teatro da Escola Superior de Teatro e Cinema, com a direcção de Luca Aprea, Maria Repas Gonçalves e Miguel Ivo Cruz – “Barca di Venetia per Padova” de Banchieri, em cena no Teatro Taborda, em Julho, e no Teatro da Comuna, em Novembro.
Desde 2003 tem participado em Workshops e aulas particulares com Artur Carneiro, Larissa Savchenko, Rui Baeta, Armando Possante e Ana Paula Russo.
Em Agosto de 2006, participa num Workshop de Jazz Vocal em Soesterberg, Holanda, integrando a Masterclass de Darmon Meader (músico dos New York Voices – grupo vocal americano). Com este grupo e com professores como Bob Stolof, Michele Weir e Norbert Gottschalk, participa no Workshop de Jazz em 2007 que se realizou em Inzigkofen, Alemanha.
Em Dezembro do mesmo ano funda o Quinteto de Jazz Acappella “L’Ab Jazz”, com Diogo Tomás, Margarida Campelo, Tiago Mota e Tiago Marques, participando em vários Concertos.
Como actriz:
Em 2013 cria e interpreta com Tânia Cardoso, os espetáculos para crianças e bebés “O Rouxinol e a Princesa”, a partir de Hans Christian Andersen e “A Praia” a partir de “A Onda” de Susy Lee, no auditório Senhora da Boa Nova, no Palácio Marquês de Pombal, na biblioteca de praia de Santa Cruz, estando “A Praia” integrado na progrmação do Centro Cultural da Malaposta. Colabora regularmente com o Serviço Educativo do CAM da Fundação Calouste Gulbenkian criando com Tânia Cardoso uma série de Histórias Cantadas, começando com “Aquela Nuvem e Outras”.
Em 2004 inicia os seus estudos teatrais, frequentando o 4º Workshop de Teatro Musical do Teatro da Trindade – com a apresentação do Exercício Final “Cimbelin” de William Shakespeare, com encenação de Claudio Hochman. Ano em que inicia também o Curso de Formação de Actores da InImpetus, através da qual participou em Março de 2005 na apresentação do exercício “A Marcha” de Albert Adellanche, e uma cena de “Ligações Perigosas”, no exercício “Variações”, com encenação de Ávila Costa.
É com a peça de teatro musical “As Aventuras de Celestino Ventura no Século da Lua”, em cena no Teatro da Trindade, de Abril a Junho de 2005, com reposição em Setembro e Outubro do mesmo ano, com encenação de Claudio Hochman, que se estreia profissionalmente.
Participou no espectáculo “Fungagá” no Teatro da Trindade em Março de 2006.
Em Julho de 2007 realiza o workshop de Introdução às Técnicas de Actor promovido pela Act, com Elsa Valentim, Inês Nogueira, Dmitri Bogomolov, Jean Paul Bucchieri.
Em Fevereiro de 2008, estreou “Othello” de W. Shakespeare para a Rastilho Associação Cultural, onde participou como actriz e directora musical. Tendo este espectáculo recebido o Prémio do Público no Festival FATAL 2008.
Com o mesmo grupo de Teatro prepara agora a Direcção Musical de mais uma produção, desta feita “Macbeth”, também de W. Shakespeare.
Participou em 2011 no exercício de mestrado para um aluno da ESTC, “O Sonho” uma adaptação musicada da peça de Strindberg com o mesmo nome.
Como coralista:
Em Setembro de 2009 funda e dirige a Associação Vozes d’Água, à qual pertence o Coro do Tejo que tem vindo a apresentar o seu repertório e trabalho com diferentes maestros, nas áreas da música erudita.
Integrou o Coro Sinfónico Lisboa Cantat de 2001 a 2009.
Integrou o Coro de Câmara Lisboa Cantat, no elenco de “Le Nozze di Figaro”, com encenação de Maria Emília Correia, no Teatro da Trindade, e o espectáculo “Casa da Lenha”, com encenação de João Mota, no Teatro Nacional D. Maria II, ambos em 2006.