Quem somos?

A In Impetus é uma instituição que tem como objectivo intervir culturalmente no espaço urbano, de forma a criar novos públicos para o teatro, tanto ao nível dos espectadores como dos próprios intervenientes na criação de espectáculos. Contempla no seu repertório vários géneros e autores controversos tais como : R. W. Fassbinder, Joe Orton, Howard Korder, Jean Anouilh, Caryl Churchill, entre outros, mas também dramaturgos de referência como Anton Tchekov, Marivaux ou Edmond Rostand

Foi nossa preocupação encontrar no universo dramatúrgico contextos e mensagens que nos permitissem intervir no mundo que todos nós vivemos, e pensamos tê-lo conseguido, com toda esta panóplia de temáticas e de géneros. É impossível Para a In Impetus definir um género onde se sinta mais à vontade. Aliás é contra a adequação e o conforto que nos rebelamos e nos tornamos, esperamos nós, estranhos inconformistas desta existência contemporânea, cujo o manifesto aqui revelamos.

Procurar um ponto de passagem para a observação do comportamento humano nas mais variadas perturbações da sua existência, sendo que esse ponto equivale a um palco e a um público, que se presume inquieto e inteligente. Vai ser esse o desafio nesta nossa caminhada, que começou há muitos anos atrás, através de um contacto intenso com outros públicos, de outras idades, onde o sentimento de inconformismo se fazia desde cedo notar. Uma caminhada que avança agora para o segundo acto desta Utopia da Criação. Tal como o filósofo Jung um dia disse: " Nada pior pode acontecer a um ser humano do que ser completamente compreendido ".